Dono de puteiro convoca evangélicos a favor de Bolsonaro

Resultado de imagem para Oscar Maroni

Oscar Maroni, proprietário de um dos bordéis mais luxuosos de São Paulo, está convocando amigos por WhatsApp para participarem, no dia 26 de maio, domingo, da manifestação convocada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ).  Os argumentos do dono do Bahamas estão na mensagem: “Bolsonaro precisa de nós para mudar este país, chega destes políticos antigos podres e deste STF corporativo e irresponsável com a pátria.”

——————————–

Oscar Maroni é condenado a 11 anos de prisão em SP

https://recordtv.r7.com/balanco-geral/videos/oscar-maroni-e-condenado-a-11-anos-de-prisao-em-sp-21102018

 

FONTE:

Oscar Maroni convoca para manifestação pró-Bolsonaro

Dono de bordel convoca marcha a favor de Bolsonaro ao lado de evangélicos

https://catracalivre.com.br/cidadania/dono-do-bahamas-oscar-maroni-convoca-para-protesto-pro-bolsonaro/

Anúncios

Janaina avisa que deixará o PSL: ” VOCÊS ESTÃO CEGOS “

Resultado de imagem para janaina paschoal

Coautora do pedido de impeachment de Dilma Rousseff e deputada estadual, Janaina Paschoal (PSL-SP) anuncia em um grupo de WhatsApp de parlamentares do PSL na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) que deixará a legenda. O teor das mensagens foi publicado pela Jovem Pan.

“Amigos, vocês estão sendo cegos. Estou saindo do grupo, vou ver como faço para sair da bancada. Acho que os ajudei na eleição, mas preciso pensar no país. Isso tudo é responsabilidade”, escreveu a deputada. “Saiam da bolha. Vocês são muito parecidos com petistas. Não tem nada a ver com toma lá dá cá. O presidente precisa entender que não será ovacionado pelo povo. A história mostra que essa estratégia não dá certo”, acrescenta.

A parlamentar também criticou um vídeo em que um pastor francês diz que Bolsonaro foi “escolhido por Deus” para comandar o Brasil. Ao publicar o vídeo no Facebook, o presidente escreveu: “Não existe teoria da conspiração, existe uma mudança de paradigma na política. Quem deve ditar os rumos do país é o povo! Assim são as democracias”.

FONTE:

https://jovempan.uol.com.br/noticias/brasil/janaina-diz-que-deixara-bancada-do-psl-voces-estao-cegos.html

Edir Macedo vira dono de time de futebol

10.jpg

Edir Macedo já possui direta ou indiretamente uma igreja, uma rede de televisão, um banco e um partido. Agora, avança também sobre o esporte.  Fundado em agosto passado em Irecê (BA), o Canaã Esporte Clube é um time vinculado à Igreja Universal. Está na segunda divisão do campeonato baiano e vai disputar a final do estadual sub-20.

FONTE:

https://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/nova-faceta-de-edir-macedo-dono-de-time-de-futebol.html

Namorado de Carlos Bolsonaro também tem sigilo bancário quebrado

Resultado de imagem para leo indio carlos

Hoje assessor de senador do DEM, ele atuou no gabinete de Flávio entre 2006 e 2012 e participou de reuniões da cúpula do atual governo

Leonardo Rodrigues de Jesus, mais conhecido como Léo Índio ,primo dos filhos do presidente Jair Bolsonaro , está entre os ex-funcionários do gabinete do atual senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) que tiveram quebra de sigilo bancário autorizada pelo Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ). Léo Índio foi assessor de Flávio, entre novembro de 2006 e janeiro de 2012, quando o parlamentar era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), e hoje é assessor no gabinete do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), com salário bruto de R$ 14.802,41.  O inquérito do MP apura a suspeita da chamada “rachadinha” no gabinete de Flávio, durante o seu mandato na Alerj — prática de servidores devolverem parte dos salários aos parlamentares.

Léo Índio tem uma história bem conhecida de proximidade com Carlos Bolsonaro, com vídeos e fotos dos dois bem íntimos.

Resultado de imagem para leo indio carlos

FONTE

https://oglobo.globo.com/brasil/primo-de-flavio-bolsonaro-esta-entre-ex-assessores-com-sigilo-bancarioquebrado-23665440

Paulo Guedes enviará proposta para criar CPMF

Resultado de imagem para CPMF

O Ministério da Economia pretende finalizar até o final de junho a proposta para a reforma tributária. O objetivo da pasta é enviar o texto para o Congresso antes do recesso parlamentar, em julho.

MENOS
Uma das propostas que consta na atual minuta feita pela equipe do ministro Paulo Guedes visa reduzir seis impostos federais para apenas dois: Imposto de Renda (IR) e outro sobre transações bancárias, nos moldes da CPMF.

RÉGUA
Outro ponto do documento propõe a alíquota única para o IR. A tributação de cerca de 20% seria aplicada para rendas de mais de R$ 5 mil por mês. Quem ganha abaixo desse valor seria isento. Guedes também pretende acabar com a possibilidade de deduções em saúde e educação.

FONTE:

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2019/05/paulo-guedes-vai-enviar-proposta-da-reforma-tributaria-ao-congresso-ate-o-final-de-junho.shtml

PM atira por engano e deixa jovem paraplégico

Caio Rodriguez, de 24 anos, foi atingido por um tiro efetuado pelo policial militar Alex Lopes Neves na Rodovia do Sol, em Vila Velha, no dia 30 de março de 2019.

O estudante Caio Rodriguez perdeu parte dos movimentos das pernas após ser atingido por um tiro disparado por um policial militar, há pouco mais de um mês. Hoje com 24 anos, não consegue caminhar. Retomou a vida após passar por um sofrimento que mudou sua forma de levar a vida e agora vive em uma cadeira de rodas.

A lesão em duas vértebras de Caio foi diagnosticada após o jovem dar entrada no hospital por ter sido alvo de um tiro nas costas efetuado pelo policial Alex Lopes Neves, de 32 anos, que está preso. No dia 30 de março, Alex passava pela Rodovia do Sol, em Vila Velha, quando Alex chegou de moto ao lado do carro dele e atirou. O motivo seria uma fechada no trânsito.

“Era um dia comum, de sol, com tudo de bom para acontecer. Eu estava indo para Ponta da Fruta, levava os cachorros, iríamos nos divertir, fazer um churrasco, mas acabou saindo tudo diferente”, relembrou Caio.

Alex fugiu do local após atirar em Caio. Quatro dias depois do crime, quando iria apresentar um atestado médico no 4º Batalhão da Polícia Militar, o policial foi preso por membros da Corregedoria da PM. Ele segue detido no Quartel de Maruípe, em Vitória, e está à disposição da Justiça.

O delegado Alan de Andrade disse que, segundo Alex Lopes, o tiro foi disparado pelo policial após uma briga com Caio.

“Após essa fechada, segundo o policial, o Alex seguiu viagem e quando parou em um semáforo começou uma discussão. Um xingou o outro e polícia falou que a vítima disse: ‘Você sabe com quem está falando?’ O PM conta que após falar isso a vítima fez um movimento, dando a entender que pegaria algum objeto debaixo do banco. Nesse momento o PM fez o disparo.”

Caio, por sua vez, nega que tenha iniciado alguma discussão com Alex. Segundo o jovem, ele sequer se recorda de ter fechado alguma moto durante o percurso.

“Não tive discussão nenhuma com ele, em momento nenhum sequer falei com ele. Ele nem se identificou como policial, não falou absolutamente nada comigo. O dever do policial é nos proteger e ele não me protegeu em nada.”

Recuperação

O universitário Caio Rodriguez teve alta do hospital após ficar 12 dias internado. Hoje o jovem tenta se adaptar a nova forma de viver. Ele tem feito fisioterapia e ginástica para fortalecer os membros superiores. Para tentar recuperar os movimentos das pernas, Caio vai buscar ajuda fora do Estado.

“Vou para Brasília fazer tratamento em um hospital de reabilitação e se Deus quiser vou ter a chance de voltar a andar ou me adaptar a esse estilo de vida”, disse.  Enquanto não viaja para Brasília para iniciar o tratamento, Caio vai se recuperando ao lado de familiares e amigos, esperando por justiça e sonhando com futuro melhor.   “As pessoas me deram um apoio muito grande. Até pessoas que eu nem conhecia estão me dando muita força. E espero que ele seja julgado não como policial, mas como cidadão. Ele não agiu como policial de jeito nenhum”, concluiu Caio.

FONTE

https://g1.globo.com/es/espirito-santo/noticia/2019/05/11/jovem-do-es-baleado-nas-costas-por-pm-tenta-recomecar-apos-ficar-paraplegico.ghtml

Pai prende filha de 3 anos em cadeirinha e ateia fogo no carro

Pai prende filha de 3 anos em cadeirinha e ateia fogo no carro (Foto: Reprodução)

Um crime brutal chocou a cidade de Nova York, nos Estados Unidos: um pai prendeu a filha de apenas três anos à cadeirinha do carro e ateou fogo no veículo. O homem estava em uma disputa judicial pela guarda da menina.

De acordo com testemunhas, o homem – identificado como Martin Pereira – jogou gasolina no carro e colou um recipiente com o líquido inflamável no banco de trás, onde estava a filha dele, Zoey Pereira.

Uma das linhas de investigações é que ele também tentou se matar, pois uma pessoa viu o suspeito sair em chamas do carro e o ajudou com um cobertor. Neste momento, os bombeiros chegaram e o pai fugiu.

zoey-periera-final-moments

Os resgatistas ainda conseguiram tirar a menina de dentro do carro, mas ela não resistiu às queimaduras e morreu no hospital. Martin foi encontrado em um parque só de cuecas tentando encontrar água para diminuir a dor. Em seguida, também foi encaminhado ao hospital.

Segundo o jornal NY Post, ele foi preso e está sob custódia da polícia enquanto se recupera. “Ele matou um bebê. Queimou ela viva. Isso não é um ser humano, é um animal. Covarde”, disse uma tia da menina à publicação.

Pai prende filha de 3 anos em cadeirinha e ateia fogo no carro (Foto: Reprodução)

FONE

http://www.diarioonline.com.br/noticias/brasil/noticia-593962-.html?fbclid=IwAR0qxGQHQy6qSRn2_whoIH8lTABhDpWG9yyWYFOGRU0zSOrtrdMtsLGvpMU

Governo quer que acidente a caminho do trabalho não seja assumido por empresa

Resultado de imagem para trabalhadores escravos

O governo usou a MP (medida provisória) do pente-fino no INSS(Instituto Nacional do Seguro Social) para propor que não sejam mais consideradas acidente de trabalho aquelas eventualidades que ocorrerem no percurso de casa para a empresa ou no trajeto de volta para a residência.

Aliado do presidente Jair Bolsonaro, o relator da MP, deputado Paulo Martins (PSC-PR), apresentou, nesta terça-feira (7), o parecer pela aprovação do texto, mas com alterações à versão original. O relatório foi produzido em reuniões com técnicos da equipe econômica.

Segundo Martins, já que a reforma trabalhista, aprovada em 2017, não considera como jornada de trabalho o tempo de deslocamento do empregado, a legislação previdenciária tem que se adaptar às novas regras.

Por isso, o parecer exclui a possibilidade de que acidentes ocorridos no caminho para a empresa ou para casa sejam equiparados a acidentes de trabalho, que poderiam garantir benefícios e auxílios a trabalhadores.

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, confirmou que o relatório do deputado foi construído junto com a equipe econômica.

“O que o governo apresentou evidentemente foi assinado pelo governo. O que está lá [no parecer] é porque o governo apresentou o projeto”, disse Marinho, que é ex-deputado federal e foi relator da reforma trabalhista aprovada na gestão do ex-presidente Michel Temer.

Após as negociações, Martins incluiu também na MP um artigo para que o agressor tenha que ressarcir despesas da Previdência Social com vítimas de violência doméstica.

Essa proposta já tramita no Congresso por meio de um projeto de lei. Ao incluir o assunto na MP, o governo acelera o processo de análise do tema.

Além disso, o relatório prevê que dependentes não tenham direito a pensão no caso de tentarem praticar homicídio contra o segurado.

Atualmente, a lei impede o recebimento de pensão apenas quando o crime é efetivado, e não nos casos de tentativa de homicídio.

Conforme a Folha publicou na semana passada, o governo negociou com o deputado outras alterações na MP.

SALÁRIO-MATERNIDADE E BPC

Martins também derrubou a proposta de criar um prazo de seis meses após parto ou adoção para que seja pedido o salário-maternidade.

Assim, se o relatório for aprovado, será possível pedir o benefício com as mesmas regras de antes: até cinco anos após o nascimento do bebê ou da adoção.

O deputado também excluiu o trecho que obriga idosos carentes e deficientes a abrirem mão do sigilo bancário ao pedirem o BPC, benefício pago a esses grupos. De caráter assistencial, essa transferência tem valor de um salário mínimo (R$ 998).

Metade dos deputados e senadores da comissão que analisa a medida provisória é de estados do Norte e Nordeste, onde há uma forte concentração de beneficiários do BPC, além de trabalhadores rurais.

A MP também determina mudanças na documentação necessária para pedir a aposentadoria rural. Esse é o ponto que mais gera resistência à proposta de Bolsonaro.

Martins sugeriu ao governo que fosse dado um prazo mais longo para que as regras entrem em vigor. Mas a equipe econômica vetou.

Interlocutores do presidente tentam, agora, convencer deputados e senadores sobre a necessidade de preservar esse item da medida provisória.

A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), e Marinho se reuniram nesta terça com senadores que criticam a ideia da equipe econômica.

A MP prevê o fim do uso de declaração de sindicatos rurais e que, a partir de janeiro, a comprovação do exercício da atividade rural seria exclusivamente por inscrição nos órgãos do sistema do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), mantido pelo Ministério da Economia.

Parlamentares querem manter a prerrogativa dos sindicatos ou que, pelo menos, haja uma transição para a nova modalidade de documentação. O embate pode adiar a votação do relatório de Martins, prevista para esta quarta (8).

“É um processo de moralização e organização cadastral. Não acredito que haverá risco [à medida provisória]”, disse o secretário especial de Previdência e Trabalho.

No relatório, Martins manteve os principais pontos do programa de análise de benefícios do INSS com indícios de irregularidade e o endurecimento nos critérios para recebimento do auxílio-reclusão, benefício pago a familiares do trabalhador que for preso.

O governo espera economizar R$ 9,8 bilhões em 12 meses com essa medida provisória que tem que ser aprovada até o fim do mês.

FONTE:

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2019/05/governo-quer-que-acidente-a-caminho-do-trabalho-nao-seja-assumido-por-empresa.shtml?utm_source=facebook&utm_medium=social-media&utm_campaign=noticias&utm_content=geral

Inspirado na série, bar cria ” Game of Lithrones “

xbar_.jpg.pagespeed.ic.MjkYuLHvpK.jpg

A fachada chama a atenção de quem circula pelo bairro Armando Mendes, em Manaus, no estado do Amazonas. Mais ainda para os admiradores da série “Game of Thrones”. É que, já na entrada, uma grande placa, com os dizeres “Bar Game of Lithrones”, dá as boas-vindas a curiosos, além, é claro, dos apreciadores de uma boa cervejinha.O bar está em funcionamento desde julho do ano passado. Patrícia Vilhena, de 21 anos, foi a responsável pela escolha do nome. Ela conta que é fã da série e, numa pesquisa pela internet, se deparou com o termo. Não teve dúvidas: seria “Game of lithrones” o bar a ser inaugurado.— Sou fã (da série). Na verdade, vi no Twitter e achei bem legal. Minha mãe resolveu abrir o bar, eu escolhi o nome — disse Patrícia.De acordo com ela, a brincadeira com programa deu certo e, além de frequentadores amantes das bebidas etílicas, acabou atraindo fãs do seriado.
— Pessoas que gostam da série vão lá. No bar tem até um trono de ferro e imagens dos personagens. Acharam engraçado e criativo — acrescentou Patrícia. — Não conseguimos transmitir a série, pois estamos tentando conseguir um data show.